Review: “Run The Jewels 3” por Run The Jewels

Fala aí, seus Atlanta Falcons! Vinar in da house pra mais uma reviewzinha, e como cês já leram aí, vamos falar do melhor duo da atualidade indiscutivelmente, o Run The Jewels. Composto por Killer Mike e o produtor/MC El-P, o RTJ já soltou dois trampos e ambos foram muito bem aclamados e obviamente, isso gerou um hype fodido pro terceiro álbum dos caras. Enfim, o RTJ3 chegou e então vamo pro texto. 

Vamos começar com a produção que foi meio que uma decepção pra mim nesse projeto… Se comparado com o RTJ2, a produção soa mais crua, e isso parece ter sido realmente a intenção, fazer algo mais “raw” como eles falam lá fora, no sentido de algo mais agressivão, naquela pegada de soundtrack de filme de ação,  mas em RTJ3 isso se repete tanto que soa meio redundante pra mim. Várias tracks do RTJ2 tinham esse feeling hardhitting, mas a própria construção do álbum quanto as melodias que acompanhavam essa bateria compensavam isso e fazia com que tudo soasse bem pra caralho. Mas não entendam errado, o álbum é muito bem produzido, como de costume, só senti falta de mais intervalos mais leves entre os sons que batem forte.

Liricamente, eles continuam os mesmos: Killer Mike com seu estilo mais direto ao ponto, não é tão técnico mas compensa e muito em outros aspectos e El-P que sempre droppa umas metaforas, uns wordplays maneiros mas nesse projeto em particular, senti que ele chegou em outro nível (de tudo que já ouvi dele), o cara esbanja técnica de escrita em várias tracks, uma delas é a “Panther Like Panther” onde ele só vai, matando tudo com as sílabas. AMO. Como visto nos álbuns anteriores, os temas das faixas tendem a retratar geralmente duas coisas: Meteção de louco (brag) e comentários político-sociais, mas o melhor é quando eles fazem as duas coisas juntas:

Rhyme animal, pit bull terrier
Rap terrorist, terrorize, tear it up
Brought gas and the matches to flare it up
Militant Michael might go psycho
On any ally or rival
Born Black, that’s dead on arrival
My job is to fight for survival
In spite of these #AllLivesMatter-ass white folk (“Talk To Me”)

É díficil escolher tracks favoritas de um álbum do Run The Jewels que sempre soa tão coeso – Esse no caso, ficou bem em cima da linha do “coeso” e o “repetitivo” – mas destaco aqui duas faixas positivamente: “2100” é uma das faixas que me lembrou pra caralho o RTJ2, por trazer aquilo que disse ter sentido falta logo no primeiro paragráfo, é uma faixa bem construída pra cacete, refrão on point, os dois MC’s demonstram muito entrosamento na faixa e flows super criativos, com destaque pro flow do Mike. Logo depois, vem meu segundo destaque a “Panther Like Panther”, e nessa faixa aqui o spotlight é todo do El-P… QUE VERSÃO DA PORRA, AMIGÃO. Flow 10/10, lírica 10/10, e quando chega no refrão e difícil segurar a vontade de dar porrada na pessoa mais próxima. O unico ponto negativo na track foi a “Stay Gold”, achei ela bem “passável”, o refrão é fraco demais, e a faixa não contribui muito pro álbum, pelo contrário, sinto que ela dá uma quebrada nada legal no ritmo do projeto.

Finalizando, é mais um álbum muito bom pra coleção dos caras. Não tem como. O hype me atrapalhou um tanto com esse álbum, por mais que ele seja um álbum bom e ainda acima da média se comparado ao resto dos álbuns lançados recentementes, eu esperava que o grupo continuasse na crescente que eles vinham apresentando, fazendo um álbum mais pica que outro, e acho que se comparar com o projeto anterior, o RT3 fica um nívelzinho abaixo. É isso, seus putos, fiquem por aí que mais posts vão sair! PEACE!

 

Anúncios

2 comentários sobre “Review: “Run The Jewels 3” por Run The Jewels

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s