Review Nacional : “Plumas de Cera” por Kodak Ninja & Urso em Mandarim

IAE, como vocês estão? Tudo suave? Eu também to suave, na verdade, estou ótimo.  E para aproveitar esse bom momento, nada melhor que review novo vindo da minha pessoa, né?  Vitor aqui em uma review nacional apresentando para vocês o  novo EP do Fraj (KODAK NINJA) e do Beli Remour (URSO EM MANDARIM), com esse último produzindo todas as tracks e com o Kodak rimando e cuspindo fogo. Pois bem, vamos pro jogo.

Pois é pessoal, para quem não conhece o Fraj, ou melhor Kodak, escutem a mixtape “EKSTSS” e “Trilogia das Casas e para Além do Muro”. Ambas extremamente conceituais e com grande destaque pro primeiro trampo. Desta maneira, vocês vão entender melhor o Kodak, que tem uma caneta muito voltada para temas filosóficos e históricos, com grande ênfase ainda mais em ideias que permeiam à obscuridade do pensamento humano. Se você é acostumado com o Fraj, você já deve ter percebido que ele usa muita referência da mitologia grega, principalmente na Trilogia das Casas e para Além do Muro e com seu antigo pseudônimo, “Admirável Mundo de Dionísio”.

Consequentemente, depois de você escutar esses trampos, seus ouvidos não vão estranhar a abordagem temática de Plumas de Cera. Também usando a mitologia grega como base conceitual, Kodak utiliza a história de Ícaro, um personagem das lendas gregas que aborda a ambição casado isso com o trabalho e à liberdade. Ícaro era filho de Dédalo, sendo esse último um grande construtor com prestígio e fama. Sendo assim, Ícaro era um cara comum, mas com grandes sonhos, vivendo nas sombras do pai. Um belo dia, os dois são presos pelo rei Minos e para fugirem, Dédalo constrói asas construídas de cera.

Para finalizarem o plano com sucesso, ambos deveriam sobrevoar o mar Egeu. Contudo, não poderiam andar muito baixo por causa do mar e seus efeitos na cera, tampouco, andar muito alto, por causa do calor do sol. Dédalo conseguiu fugir sem grandes problemas, porém, Ícaro não obteve êxito, por causa de sua ambição, pelo efeito do sucesso, da alegria de liberdade, o mesmo voou tão alto que acabou sendo morto pelo calor do sol e afundando no fundo do mar.

Sim, e qual ligação de tudo isso com a mixtape? Bem, se formos avaliar à faixa “Balada dos enforcados”, vemos que Kodak discuti sua relação familiar e seus meios de fugir da realidade, de fugir de todo meio que o cerca e o aprisiona. Quando ele solta : “Bons filhos são falsos, eu juro!”, talvez nos remeta à ideia – assim como Ícaro que não escutou o que seu pai falou – , que tanto o personagem da mitologia, quanto Kodak, ambos buscam algo que seja o sucesso espiritual. Liberdade, nada mais que liberdade.

Plumas de Cera é uma mixtape dividida por três faixas. A primeira, se chama “Jovem Mordecai” e já nos bate de nostalgia com o “open” do Playstation 2, que vai se repetindo nas outras tracks.  A segunda faixa é o já abordado “Balada dos enforcados”, e a terceira tem o mesmo nome do projeto. Todas às faixas são boas, o trap feito pelo Urso em Mandarim te chapam com o objetivo de te colocar lá no céu assim como na mitologia, às batidas tem um efeito intenso e que te hipnotizam. As rimas do Kodak são densas e com objetivos em todas as linhas, sempre vai haver algo com intenções ali. Essa mixtape é muito boa, gostei demais. A musicalidade é bacana, a masterização é muito boa, entretanto, senti falta de uma melhor inserção do ouvinte no trampo, a coisa é tão pessoal que tem o grande risco de cair no ostracismo facilmente. Denso, pessoal, inteligente, Plumas de Cera é um bom trabalho para iniciarmos o ano de 2017 com o pé direito.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Review Nacional : “Plumas de Cera” por Kodak Ninja & Urso em Mandarim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s