Top 10 de 2016 (Shaq)

Salve salve seus responde diss, suave?! Shaq por aqui pra fazer o meu famigerado Top 10, antes de começar queria ressaltar que o a lista foi extremamente difícil de montar (não sei se por falta de bons trabalhos, ou poucos trabalhos muito bons) e o critério de escolha apesar de pessoal que eu usei foi: o que eu mais ouvi e que tenha sido pelo menos um pouco técnico. Ah e não fiz distinção de álbuns ou EP/Mixtapes…

Então sem mais delongas vamos a esse FAUSTOP10.

10 – Days Before Birds – Travis Scott

Começando polemico, o trampo saiu? Não saiu? Bom eu ouvi, e gostei! E leva a 10ª. Esse trampo do Travis traz um gostinho a mais do ótimo disco que dropou nesse ano, com algumas faixas que não entraram (por que????) E alguns remixes, destaque pro remix de Uber Everywhere, Raw Raw e The Hooch.

9 – Oceano – Nego E

Sem ufanismo nem clubismo, esse foi um dos trampos que me chamou a atenção por ser mais diferenciado em questão de temática, identificação visual e produção, Nego E é muito bom e esse disco ficou no repeat por uns bons meses, destaque para as faixas Valsava, Lua Negra, Cais e D M P a D Q P C.

 

8 – Boogie Naipe – Mano Brown

Apesar não ser um álbum de rap propriamente dito, temos aqui um dos melhores trampos do ano (que infelizmente não pode entrar no FdO), muitíssimo bem produzido, lapidado de mais, finíssimo nos metais e uma coisa que eu não imaginaria ver em 30 vidas: Mano Brown cantando (afinado até rs.). Com boas participações e muito bem equilibrado leva a oitava posição.

 

7 – Pirâmide Perdida – Volume 7

Na sétima posição volume 7, compilado dos caras do selo Pirâmide Perdida, apesar de não ser um trampo “fino” como a posição anterior, está aqui pela inovação, não vejo um compilado de artistas lançando um trampo relevante desde a mixtape do KL e ainda assim os envolvidos não eram de um selo único. Creio que isso seja bom pra cena, inove a forma de fazer rap, sem contar que temos alguns hits na tape que botam fogo na pista, destaque pros versos do BK (único em TODAS as faixas) e pra evolução do Akira em relação ao seu último trampo.

 

6 – Trilha para o Desencanto da Ilusão, Vol. 1: Amem – Síntese

Esse trampo: da capa à última faixa, sejam esse disco. Apesar de pequenas escorregadas (que diminuíram a posição dele nesse top) o disco está muito bom, ao mesmo tempo que lembra alguns traços do disco anterior é totalmente novo, mas é um trabalho de transição, por isso dá a impressão de ter algo em falta e outras coisas e excesso. Aproveitando, troquei umas ideias com o Neto, VEJA AQUI!

 

5 – Cozy Tapes, Vol.1: Friends – A$AP Mob

Mais um compilado, dessa vez do coletivo mais hypado atualmente, esse trampo repleto de hits não tem como não estar aqui, inclusive, mais da metade está na minha lista de mais reproduzidos, destaques para Money Man, Put That On My Set, London Town, Telephone Calls (ótimo verso do Tyler) e o single Yamborghini High.

 

4 – Imperial – Denzel Curry

A história de como descobri esse disco é um tanto quanto diferente, eu havia acabado de ser convidado pra participar da Crew aqui, e logo me recomendaram esse disco (alooo Francini), de início achei estranho um cara com flow gritado e tal, mas depois que parei pra analisar, que linhas, que multissilábicas, que audiovisual foda meo. Um conceito totalmente diferente do que eu estava acostumado e que hoje já procuro artistas parecidos, por pouco não fez o top 3.

Pausa pra respirar, a partir daqui pra mim os trampos estão todos na mesma posição, a única diferença entre eles foi uma virgulazinha técnica aqui ou um deslize logo ali, e uma dose de afinidade com o trabalho no geral (desde a capa a última faixa, passando pelo tema, abordagem do artista etc*).

*NT: inclusive aos reclamões de plantão, minhas reviews de 2017 serão consideradas dessa forma. Bjunda.

 

3 – The Life of Pablo – Kanye West

Cara, o que dizer desse disco que mal saiu e já foi atualizado? Kanye é um gênio e não podemos negar, apesar de (muitas aspas) atualizar o disco de pouco em pouco, o resultado final (release com 20 faixas) foi mais que satisfatório, pelo menos pra quem como eu é fã acho, ainda por cima abusando dos “porque-nãos” fazermos dessa forma e moldando novamente nossa forma de “ouvir” rap. Apesar de gostar de mais da primeira versão de Wolves, The Life of Pablo leva a medalha de bronze.

 

2 – Castelos & Ruínas – BK’

Se você curte wordplays e esquemas, duvido que não tenha parado pra admirar isso aqui, C&R leva a prata não por ser “melhor” que o trampo do Kanye, mas por me surpreender ainda hoje, quase um ano depois do lançamento de passar algumas madrugadas no Genius, ainda encontro boas linhas que não havia prestado atenção por aqui e por ali. Se você ainda não ouviu levanta essa bunda e procure saber, destaque para: Vícios, Amores e Obsessões, Quadros, Pirâmide e os Interlúdios I e II.

 

1 – Birds In The Trap Sing McKnight – Travis Scott

Bom, pra finalizar, como disse no começo creio que esse tenha sido o único hype do ano que correspondeu e passou a expectativa, Travis lançou um disco impecável, da escolha de beats a participações, conseguiu fazer um disco que apesar de não ser 5 shits é um trabalho consistente e ainda tem potencial para ser explorado por bastante tempo (vídeos, performances etc.). Fechando a conta e passando a régua esse foi o trampo que eu mais ouvi no ano (sem enjoar) e por isso leva o ouro por aqui.

É isso aí rapeize, não voltem ainda pro xvideos que já já tem mais material saindo por aqui.

Anúncios

Um comentário sobre “Top 10 de 2016 (Shaq)

  1. days before birds nao é um album oficial, foram os fas que fizeram e hackearam as midias dele pra divulgar o projeto, neguin só juntou algumas faixas soltas e algumas sobras dos outros projetos dele e fizeram essa trollagem kkkk

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s