R&B Review Nacional: “Outra Dimensão” por Tássia Reis

tbl

SALVE MOD… não, pera, site errado. Eae, seus treta Nescau x Toddy, Shaq aka Cosplay de Rick Ross estreando aqui hoje com uma review lacrantyy (Vinar disse que eu tinha que encaixar essa palavra em algum lugar). Tava aqui nos spotifilho da vida e me deparei com um álbum que não teve tanta divulgação na mídia, mas teve no Instagram e pelo Facebook, o disco Outra Dimensão da minha conterrânea de área metropolitana Tássia Reis. Pra galera que não sabe aí.. sou aqui de São José dos Campos – Vale do Paraíba, o  famoso VALE. Então sem mais delongas e chorumelas vamos às notas. 

Primeiramente, colocando num contexto, o trampo anterior da Tássia (2014) que leva seu nome, possui o single que fez um buzz Meu Rapjazz e no geral é um EP bem groove e que agradou bastante. Colocando ambos em comparação, é nítida uma evolução e a expansão das influencias é bem clara. O trabalho conta com sete faixas, que vão de boombap à um som mais mpbista, passando pelo jazz e soul assim como no anterior.

Quero dar um destaque especial à capa do álbum, uma colagem feita pela artista Domitila de Paulo, que conseguiu explorar muito bem a temática, a representatividade e a proposta do disco, que tem tracks como disse ali em cima mais fortes e diretas, mas que por vezes dão vezes às faixas mais calmas e confortantes.

Por se tratar de um projeto relativamente curto não há nenhuma faixa que se destaca mais que as outras e o disco mantem um nível bem equilibrado e uma coerência constante, entretanto entre as mais memoráveis podemos incluir “Se Avexe Não“com uma puta levada soul à brasileira bem puxada pro MPB, a track dupla “Da Lama/Afrontamento” que conta com a única participação do projeto, a MC Stefanie (ex SIMPLES) que entregou boas linhas por aqui. Essa faixa inclusive ressalta uma característica que eu particularmente curto muito na Tássia, que é a habilidade de mandar uma rima mais cuspida e rápida e logo após mudar para um refrão cantado sem dificuldades. E por fim a faixa “Ouça-Me RMX” que tem uma parada mais banger, com uns tamborins e sintetizadores à la Eve quando era produzida pelo Timbaland, mas com um toque único de Tássia Reis.

Todas as faixas são produzidas pelo Grou aka Casp e pelo Diamantee, com exceção da faixa mais ragga “Desapegada” produzida pelo Tuchê e da “Perigo” uma “lovesong” assinada pelo Renan Samam.

No geral o projeto é bom, coeso e direto, que cumpre a proposta a que veio e consegue aproveitar a demanda do público que curte uma levada mais soul. Minha recomendação é naquele dia de chuva, abre o vinho e bota Outra Dimensão pra ouvir junto com a novinha que é sucesso.

É isso ae rapeize, não feche a aba que logo logo tem mais review embrasado chegando por ai.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s