Review: “A New Life” por Azizi Gibson

azizireviewFala, seus deputado federal! Segunda feira de Pai Vinar, revisando mais um trampo gringo. Você deve tá se perguntando quem é esse de quem eu vou falar, né? Saiba que nem eu mesmo sei. Só sei que esbarrei com a track “Issues” desse álbum na TL e achei interessante. Parei pra ouvir o projeto e só depois fiquei sabendo que ele já tinha feito parte da banca do FlyLo, a Brainfeeder. Daí, como as outras opções de álbuns eram tão medianas (Mas ainda vai ter reviews desses álbuns, só aguarda) e esse álbum era estranhamente legal (A começar pela capa), e eu optei por ele. Vamo aí!

Vou logo começar por onde o tal Azizi não acrescenta em nada: Lírica. Nada demais tecnicamente, e nem o seu subject matter chama atenção. O cara tem um flow legal e uma voz de Tyler, the Creator que é o que “salva” a sua performance. A delivery dele casa legal com a produção o que não torna, no geral, um projeto tão escroto de se ouvir, pelo menos não pra mim. Como deu  pra perceber pela intro, essa é a primeira coisa que eu escuto do cara… Então, não posso dizer de onde ele vem pra esse projeto aqui, mas em “A New Life” o rapper vem com muito bragadoccio, dirty talk… Em algumas tracks, cê tem a impressão de que ele tá sendo introspectivo e sentimental, mas naaahhh, lê as letras com calma, ele só tá sendo um filho da puta ostentador. Nesse ponto, tudo bem, só não pode fazer umas tracks como “DJ Khaled”, produção genérica pra caralho, hook chato (porém engraçado graças as referências ao DJ Khaled), e o flow irritante, meu Deus.

A produção, em contrapartida, é o ponto mais forte do projeto. Trap batendo no talo mesclado com uns rhodes orquestrais o que dá o tom dark em grande parte do projeto. O álbum varia entre momentos hard hitting com momentos mais melódicos e são nesses momentos mais calmos que a produção prendeu mais a minha atenção, como na suavíssima “Reaper’s Tears” ou na chill out “Cabaret”. Azizi tem que agradecer ao time de produção que ele tem, Kamandi e Douglas Millz principalmente, eles que tocaram grande parte da produção.

“A New Life” é um projeto bem diferentão, ele é tem uma sonoridade dark, as vezes até soa como uma paródia, algo bem despretensioso e é aí que ele acerta, ele acaba sendo um projeto carismático, com hooks bem escritos, linhas engraçados ou nonsense, além de uma pitada Sulista com feats de DJ Paul e Big K.R.I.T. e skits em japonês bem bizarros. É um álbum interessante, e eu, no geral, posso dizer que curti. Escutem e falem o que acharam. PEAAAACE!!!

Anúncios

Um comentário sobre “Review: “A New Life” por Azizi Gibson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s