Review: “Alwasta” por Oddisee

OddiseeReviewO incansável Oddisee está de volta! Com um ano muito produtivo em sua carreira ano passado, ocupando espaço na lista dos melhores discos do ano de 2015 pelo seu ótimo trabalho chamado “The Good Fight”, o rapper da capital norte americana vem com um EP/mixtape que serve de aperitivo pros dois álbuns que ele vai largar até o final do ano. “Alwasta” é uma obra curta, mas nada irrelevante em sua carreira.

Oddisee trabalha pra caralho, o número de registros que ele tem pelas ruas é um número muito significativo . Nativo de Washington, capital dos EUA, o rapper do selo Mello Music Group, vem ao longo dos anos dropando discos concisos e cheio de boas mensagens. “Alwasta” é um trampo curto, que nada pretende alcançar lugares, mas sim, deixar claro que o rapper vai vim com tudo para esse ano. Produtor, mc de muita boa qualidade, a boa característica do Oddisee é seu rap concisious, cheio de boas linhas bem orquestradas e com boas harmonias de fundo. Já nesse trampo, nós vemos bastante disso.

Em “Asked About You”, uma das melhores tracks, Amir Mohamed el Khalifa, aborda o assunto da desigualdade e do privilégio branco com base histórico. Ele cospe fatos e mais fatos, ironiza e solta linhas ríspidas em cima de uma base quase minimalista, um boombap moderno típico de um rap que puxa para um lado mais  alternative. “Trength & Weakness” mostra o arco introspectivo, a fama e o poder são colocados em posições ambíguas, muito distantes uma das outras. Mais adiante em “Lifting Shadows”, Oddisee coloca mais uma vez o dedo na ferida quando aborda a discriminação que os muçulmanos americanos sofrem todos os dias, aborda a questão dos imigrantes e também, mais uma vez, a opressão contra as minorias, principalmente os negros.

I’m just an artist you’re not a target no use in arguing we all look the same
With that knowledge I stay calm when they search for bombs all they find is green
All in your name – I got a name that’ll scare all the brave in the land of the free
All in the name of protecting a country that’s shooting its citizens dead in the streets”

“Alwasta” é uma obra despretensiosa, que não almeja alavancar muitas atenções. A maioria das batidas não foram creditadas, porém acho que a assinatura é dele mesmo já que ele é um excelente produtor,  e  sempre coloca seu dedo naquilo que rima. Alwasta é uma efêmera lição intelectual por parte do Amir, sua delivery é boa, seu flow é cadenciado, entretanto não temos uma abordagem bastante chamativa por trazer algo novo. Enfim, esperando os próximos registros.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s