Review Nacional: “Duelos” por Faroeste

FaroesteReview

Fala pra mim, seus leitor do rap24horas! Vinar de volta as reviews neste humilde saiti. Dessa vez, vou fazer mais uma nacional e não, não tô roubando o lugar do meu querido Huss. Por coincidência, nesse final de 2015/começo de 2016, saíram mais álbuns que eu tenho mais afinidade, então por isso tô nas nacionais. De qualquer jeito, hoje a review é sobre o trio goiano “Faroeste”, composta pelo produtor/MC Meomack, o MC DZ e o DJ Lagoa. Já conheço o trabalho deles desde “Bando de Dois”, primeiro álbum dos caras que eles soltaram em 2014 e eu me amarrei na época. Agora, dois anos depois eles lançam “Duelos” e o pai revisa. Bora!

A produção circula toda em torno da sonoridade do trap, instrumentais um tanto quanto minimalista em grande parte do álbum. Os beats de todo o álbum foram produzidos pelo produtor do grupo, o MMK, que desde o “Bando de Dois” me chama a atenção nos beats, nesse projeto agora, sinto que além de apenas trazer beats bons, a preocupação era criar beats que se encaixassem na levada do álbum ou que ajudasse a criar a atmosfera que eles planejaram, e deu super certo.

É inegável que os caras rimam bem, no mic, é notável a habilidade dos caras, tanto na métrica, como na delivery e no flow. Dz, ao menos pra mim, leva uma certa vantagem sobre o Meomack nesse aspecto, mas nada extremamente distante. Outro bang que me chamou demais a atenção foram os hooks, todos muito bem construidos, desafio tu a ouvir e não ficar com nenhum refrão na cabeça, como por exemplo o de “Cada Vez Mais Alto” ou “Fica Dubai”.

Ao meu ver, o aspecto que mais deixou a desejar foi a parte conceitual, não só do álbum mas das tracks separadamentes também. Explico: Durante a audição do projeto, se nota a intenção de trazer um conceito que envolvem duelos (Daí o nome do álbum, cuzão) enfrentados pelos integrantes do grupo, “duelos” tanto pessoais quanto profissionais, entretanto, as tracks em si trazem o conceito de uma forma bem rasa, sem se aprofundar muito, o que não dá ao ouvinte algo pra se relacionar ou mesmo se ater por completo à faixa.

Como disse na intro, o projeto anterior do bando de dois, o “Bando de Dois”, me mostrou um grupo com um puta potencial. Agora, com “Duelos”, vejo um grupo mais maduro que evoluiu em alguns aspectos, como a preocupação em criar um conceito interessante e em como entregar ao ouvinte, e que criou um projeto pica mas que, pra mim, ainda não explorou todo o seu potencial.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Review Nacional: “Duelos” por Faroeste

  1. Parabéns seus merda pelo site, bem loko os review. Deixo uma sugestão para o próximo review, o álbum Faça a Coisa Certa do Zudizilla. Paz

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s