Review: “Fetty Wap” por Fetty Wap

fettywap

Oi né

Fala ai seus Drake lenda do hip hop, suave? Menino swag aqui novamente, pra trazer uma review gringa. O escolhido para ser revisado foi o trampo do neguinho caolho de Nova Jersey, que tem nome de personagem do Star Wars: Fetty Wap.

Fetty apareceu pro mundo com seu single “Trap Queen”, e desde que lançou essa bendita música, não saiu mais dos holofotes. Não satisfeito em entrar pro top das paradas com essa musica, tempo depois lançou a My Way, que com a ajuda do Champagnepapi fazendo um remix, estourou de vez, marcando 2015 com esses dois super hits.

Ele vem fazendo inúmeras participações em refrões, pela sua popularidade, mas também por ser um ótimo cantor, coisa que não é comum de aparecer entre os trappers. Seu estilo “lírico” também é diferente dos demais, onde na maioria das suas músicas não há aquela forma agressiva, machista e estereotipada ao falar de mulheres. São músicas que as rádios amam tocar, que faz todo o tipo de pessoa gostar, dançar e cantar junto com o rapper.

Seu debut foi lançado no dia 25 de setembro de 2015, já com 3 singles no top 10 da billboard. Os dois que já citei anteriormente e a track “679”. O álbum é bem longo, são 20 faixas, contando com as faixas bonus. Já perdeu ponto comigo ai, eu não curto album longo, e a falta de diversidade do Wap fez com que o album ficasse extremamente massante e chato. Todas as faixas soam parecidas, tanto na produção, quanto nos vocais do rapper/cantor. Depois de um tempo escutando, ficou irritante demais, pois toda hora, SIM, TODA HORA, ele vem com os ad-libs: HEEEEY, SEVENTEEN THIRTY EIGHT, YEEEAH BABY, SPOOOOOOO, HEEY AAAAAAAAAAAAAH. CALA BOCA PORRAA!!!!!

Outra coisa que não entendi, é que tem um tal de Monty, que aparece em 80% das faixas. Ele é muito ruim, cara. Simplesmente não da. Se fosse pra colocar participações, o Fetty poderia colocar muitos caras fodas, já que ele é um dos que mais fizeram barulho na cena trap de 2015. Caberia facil um Future, Drake, Migos, Young Thug, Rich Homie Quan etc… Varios caras com a sonoridade parecida com a dele e que daria excelentes participações, sem duvidas. Mas enfim, ele quis esse cara, sei la o porque, mas pra mim foi um ponto negativo.

Tem faixas que gostei, por exemplo: “Time”, que tem uma melodia bem maneira e chill. A “Trap Queen” é sensacional mano, that’s my jam right there e outra que gostei bastante é a… não tem só essas duas mesmo.

Fico até triste de ter que falar mal do álbum do Fetty Wap que é um artista que gosto bastante, desde que ele apareceu. Se mostrou ser um cara bem simples e “cool”. Imagino o que esse mano deve ter passado e tal, e ver onde ele tá hoje, bem dahora. Mas infelizmente esse disco deixou muito a desejar, ainda bem que recentemente ele apareceu em alguns refrões por ai, mandando muito bem, e parece que eu estava certo quando ele apareceu. Eu tinha comentado com alguns amigos que o Fetty vai ser aquele artista pra refrão e participação, nem todos conseguem obter mesmo exito em um álbum. Pode ser que eu esteja errado, mas com esse debut, é a impressão que deixou, e geralmente é a que fica.

Nota2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s