Review Nacional: “Babylon By Gus Vol II – No Princípio Era o Verbo” por Black Alien

9852277bbbd704e08f0b3eeb957c9c92.720x720x1Fala bando de botafoguense! Hussein dos blogs aqui mais uma vez, trazendo outra pérola nacional na pauta! Dessa vez, a resenha é sobre a aguardadíssima sequência da série Babylon By Gus do Gustavo Black Alien, um dos MCs mais talentosos e condecorados da cena brazuca. O álbum veio 11 anos após seu antecessor, trazendo um Mr. Niterói diferente, com a mente e o corpo sãos, mas nem por isso menos afiado. Sem mais enrolo, bora pra review!

Primeiramente, dissertemos sobre o Gustavo ao mic. O cara tava 11 anos sem lançar um trabalho tão grande assim, e o seu 1º disco é simplesmente um dos mais emblemáticos da história do nosso rap; então, comparar ambos liricamente é algo desnecessário. A quantidade de metáforas diminuiu, embora a qualidade das mesmas tenha persistido. Dá pra ver que o intuito e a mentalidade do BA são outros: as letras agora refletem bem o estado de purificação e maturidade ao qual ele se submeteu, o que não quer dizer que ele não tenha seus momentos de moleque, como na “Skate No Pé”. As composições agora são mais pessoais: na ótima “O Estranho Vizinho da Frente” ele decifra seu próprio processo criativo, ao passo que traz o esoterismo a tona na “Terra”, já revisada por mim no começo do ano. Algo que me desagradou foi a inconsistência vista em algumas faixas, como na “Identidade” e na “Somos o Mundo” (essa por sinal me soou bem estranha, também falarei sobre sua produção). Não pense você minha amiga dona de casa, que o Gus perdeu a mão pra love songs por causa dessa faixa: a “Falando do Meu Bem” mostra que o cara ainda sabe falar de amor, sendo esta uma das melhores overall do álbum. Pra mostrar que o cara ainda merece ser chamado de “A Lírica Bereta”, trago esse trecho da “Rolo Compressor” (lembrando que o refrão dessa track homenageia o Method Man e o Pac, que já havia usado esse mesmo hook):

Sinto muito, ouvir groselha não dá
Os ricos de rimas pobres, meu amigo, eu mando andar
Dezesseis ondas de box, os versos em cada mão
Direto, cruzado e upper, o oponente tá no chão
Nego espera que meus versos fujam do que nego espera
Velha guarda, Golden Era no ouvido da galera
Me amam abertamente, me odeiam discretamente
Dizem que é espiritual, o outro diz que é da mente

Sobre a produção, o Gus fechou novamente com o Alexandre Basa, seu parça desde o 1º disco. Na maioria das faixas, o cara não decepciona, trazendo beats pesados e versáteis. A pegada meio jamaicana de “Terra” e “Falando do Meu Bem” hipnotiza e traz à tona o lado ragga do BA, enquanto o tempo não muito usual e os vários instrumentos usados são o ponto alto da “Quem É Você?”. Certas produções ficaram aquém do nível do resto, como a de “Somos o Mundo”, onde os drums parecem meio descompassados, e na “Rolo Compressor”, que tem bons elementos, os quais, entretanto, não parecem estar no mesmo tom.  Em boa parte do álbum, há beats relativamente simples, como o da “Skate No Pé”, mas isso não é um demérito: é provável que essa tenha sido uma escolha consciente, para que o mic se sobressaísse.

O Black Alien desse novo disco é diferente, sim. E isso proporciona perceber nele novas qualidades, como uma capacidade maior de rimar sobre si mesmo, e também o bom uso de partes melódicas, cantadas (o que acaba sendo o ponto alto de tracks como “Identidade” e “Homem de Família”. Os feats, em sua maioria, foram benéficos ao andamento do trabalho: Edi Rock veio pesado na “Rock ‘n’ Roll”, Kamau e Parteum deslizaram na “Skate no Pé”, e Luiz Melodia fez jus a seu vulgo na “Quem É Você?”. Se você espera escutar o Gustavo de 2004, ouça o cd de 2004. Aqui vemos o lado mais humano do Alien (no pun intended). E é isso my bonde, não fechem a nossa aba porque nois tamo mais quente que ir pra Boate Kiss de casaco. Até!

Nota3,5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s