Drop The Beat! – A Influência do Dirty South

DIRTY

Salve rapazeada, to de volta! Colando por aqui pra trazer mais um pouco de conteúdo pra vocês sobre as produções do nosso querido RAP! Hoje o post tá um pouco diferente do habitual. Não vou falar sobre algum rapper ou produtor específico. Vou falar sobre algo regional, e pra isso vamos fazer uma viagem lá pro sul do Estados Unidos.

A influência do sul no rap hoje é a que mais cresceu nos últimos anos. Desde o jeito de se vestir, gírias, flow, produção e até um tipo de droga (purple drank), porém muita gente é influenciado mas nem tá sabendo do que se trata. Hoje o que tem mais tocado nos fones e clubs por ai é o tão aclamado Trap Music, originado do sul do EUA na década de 90, mas que ganhou uma certa notoriedade em meados de 2003~2004.  O nome “Trap” vem de Trap House, ou seja, o lugar que o traficante possui, mas não vive, utiliza somente para preparar as drogas, estoca-las e vender. Muitos dos rappers um dia já foram traficantes e isso não é novidade pra ninguém, e por eles ficarem tanto tempo nesses lugares muitas músicas nasceram em uma trap house.

Eu costumava ouvir bastante na época de escola o rap sulista, principalmente os rappers de Houston, Texas. Nomes como Mike Jones, Slim Thug, Paul Wall, Chamillionaire, UGK, Outkast, T.I… E esses dias eu tava revendo uns clipes daquela época e percebi a influência desses caras no rap de hoje e como o mundo da voltas, já que sempre tudo no rap girou em torno de East x West e hoje não é bem assim.

A forma que os caras se vestiam, no estilo meio gótico, sombrio. As rimas extremamente agressivas e sujas, os grillz, o ouro, os braids, o uso exagerado do auto-tune, chopped and screwed (criado pela lenda DJ Screw), sintetizadores e melodias melancólicas entre outras influências podemos ver em vários artistas da nova geração do sul como: Travis Scott, Future, Vic Mensa,  OG Maco, Young Thug, Rich Homie Quan e até rappers de outras regiões: A$AP Rocky, A$AP Ferg, Denzel Curry e até mesmo os veteranos Kanye West e Jay-Z se renderam ao estilo sulista de fazer rap em seus ultimos trampos lançados.

No estilo “Chopped And Screwed”, criado pelo lendário DJ Screw, é uma técnica de remixar as músicas deixando ela bem mais lenta, com o pitch do vocal alterado pra dar uma atmosfera mais sombria para o som, e repetindo várias rimas aleatóriamente. Essa técnica tem a ver com os efeitos do purple drank que deixa o usuário sonolento, diminui os batimentos cardíacos e da lentidão. Por isso a maioria dos trampos Chopped & Screwed tem a coloração roxa, fazendo uma referência à droga.

Hoje, se formos ver o top 10 charts da billboard temos 7 rappers do sul. Os produtores mais aclamados são de Atlanta, tais como Zaytoven, Mike Will Made It, Sonny Digital, Metro Boomin e Southside e todo dia aparece um rapper novo com sucesso estrondoso e estilo único, vide Fetty Wap e Future.

Enfim, por isso que eu amo o rap. Tem estilos e vertentes para todos os gostos, regiões, música pra chorar, pra pular, pra amar, pra foder, pra se matar, pra bater na mãe etc. É só saber curtir e respeitar aquilo que você não gosta, sem hate galerinha, isso é coisa de bitch nigga. Tamo junto rapazeada, até a próxima!!!!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s