Review: “Every Hero Needs A Villain” por CZARFACE

czaaaaar

 

COÉ, GALERINHA?! Tudo certo ?! Vinar aqui pra maaaaaaais uma (Damn, I’m tired) review, e a bola da vez é “Every Hero Needs A Villain” do trio CZARFACE, composto por Inpectah Deck, membro da Wu-Tang; 7L, o produtor da galera; e Esoteric, que fez um duo com o 7L até um tempo atrás. Eu seeeei que esse álbum droppou há muito tempo atrás, mas eu dormi um pouco nele, maaaaas devido a muitos pedidos (1), eu trago essa review pra vocês ! 

A parte do 7L no projeto, ou seja, os beats tão bem encaixados com a temática, não só do álbum, mas também do grupo, que é essa temática cartunizada de rimar. Ele abusa de strings, a prova disso é a influência do rock, principalmente dos anos 80 nos sons; E samples limpos e muito fodas, como por exemplo o de “Nightcrawler”, uma das melhores faixas onde todos nas faixas simplesmente ASSASSINAM o beat, destaque pro verso do Method Man. Assim como no “Twelve Reasons To Die”, os beats tem como função ser o “cenário”, apesar de que em “EHNAV” não ter uma narrativa, ou um conceito claro que perdure pelo álbum, são apenas dois MC’s cuspindo rimas quentes.

I spit bomb, kill ‘em softly with this song
Click strong, this ain’t nothing like a chick song
Big John, in the shower with a big blonde
Switch on the power, little sour in the big bong
I’m big, homes, y’all ain’t living ‘til you live long
Big-boned honey, trying to keep me in the friend zone
I touch down, try and put it in her end-zone
Pimp on, then I dip on her, like I’m Jim Jones (“Nightcrawler”) (PRA QUÊ ISSO, METH??!!)

Liricamente falando, é evidente que os caras tem muita habilidade, abusam das assonâncias, punchlines hilárias, e referências a HQ, pra quem curte essas coisas é um prato cheio, ainda mais quem curte caras killando em beats simples e com a química que eles mostram, como faziam o Clipse. Os feats, cara… Os feats. Bem o do Method Man e o do DOOM (Salve pro meu mano, 20in), são claramente os melhores, assim como os versos dos grupos, eles mandam várias assonâncias, e punches inteligentes.

Now that’s a bold statement and it’s real
I find ‘em all in infuriating
Kinda like Agents of S.H.I.E.L.D
With two bars kill your five man group
They got a three word vocab like “I am Groot” (“When Gods Go Mad”)

Minha única decepção com o álbum é que ele não tem um conceito como eu imaginei quando vi o nome e a cover do projeto, talvez um concept album ou até uma narrativa poderia render um projeto até melhor pra esse trio. Me disseram que era um dos melhores do ano, inclusive entrou no top 5 mid year do Kinge do DEHH, e é mesmo, pra quem curte esse estilo, e o boom bap com ares mais modernos.

Nota4

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s