Review: “At.Long.Last.A$AP” por A$AP Rocky

ALLAReviewFala, my bond ! Aqui não é o LaHuss, eu enganei vocês, abestados !  Aqui é o Vinar, isso mesmo, eu e o Huss, vamos falar juntos do “A.L.L.A.”, novo álbum do A$AP Rocky, que depois de muito hype, droppou dia 26 e hoje finalmente vamos dar nosso parecer e os shits que o projeto merece, na nossa humilde opinião. Bora, caralho !

Vinar: O que ficou de positivo foi a produção, que foi bem diferente do que eu esperava, não tão hard-hitting as vezes, mas com melodias bem fodas, como “Holy Ghost” produzida pelo Danger Mouse, “Fine Whine” (Gostei bastante apesar do verso ridículo do Future), “L$D”, que não tinha me cativado muito a primeira vez que ouvi, mas gostei bastante no contexto do álbum. Lógico, não iriam faltar o bangers estúpidos, com “JD”“LPFJ2”, e “Eletric Box”,  com o ScHoolboy Q, essa última em especial, gostei bastante dela, principalmente o refrão, é bem club friendly mesmo. Depois daí, eu passei a curtir menos a pegadas das tracks, mas a produção se manteve constante, em “Jukebox Joints”, apesar do verso ridículo do Kanye ele assassinou a produção, e em “Everyday”, outro destaque, Rocky mandou um flow bem interessante no primeiro verso, com os refrões em ponto tanto quanto a produção. Liricamente, é o A$AP Rocky, né galera ? Nada demais, pelo menos pra mim, o que me prendeu a atenção mesmo foi a surpreendente boa escolha de produção. Congrats, Mr. Rocky.

 

LAHuss: S/O to my nigga Vinar por essa intro espetacular hahahaha. Cheguei bonde, e darei meus prognósticos sobre o ALLA. Pelo release, o álbum me surpreendeu positivamente: a “M’$” por exemplo, era uma boa track só com o verso do Rocky, mas com as linhas quentes do Weezy foi elevada a outro nível. Outras tracks que eu curti a vera foram a “West Side Highway”, pelo beat que te faz viajar, pelo delivery do menino Rakim que vai te envolvendo e pelo refrão MONSTRO do James Fauntleroy; a “Wavybone” pela vibe nostálgica do UGK e pela produção assinada pelo Juicy J (que também dropa um verso ótimo devido ao flow dos Three 6 Mafia), e a “LPFJII” que é um dos melhores bangers DO ANO MES AMIS, aquele sample de videogame e aqueles drums te tiram do chão. No geral, achei que o Rocky amadureceu na lírica e na proposta, e fechou com produtores picas como o Danger Mouse (do qual sou fã desde a época do The Mouse And The Mask com papai DOOM, escutem esse clássico). Só esperava um álbum mais enxuto, o projeto é bom mas mal pensado, se torna cansativo em certas partes; mas o pretty motherfucker mandou bem nesse trabalho e superou a estreia.

Sim, galera. Assim termina mais uma review do dream team. Esperamos que tenha curtido, curta nossa page no facebook, segue a gente no twitter, se inscreve no canal do YT que as reviews em vídeo vão chegar. E é isso, Vinar, Huss, Rap Sh!t 4eva. PEAAAAACE!

Nota4

Anúncios

3 comentários sobre “Review: “At.Long.Last.A$AP” por A$AP Rocky

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s