Review Nacional: “Funeral” por Mr Break

MrBreakFuneralReviewCoé meu bonde, LAHuss aqui de volta nas blogadas. Foi mal pelo dia de atraso, é que tô me recuperando de uma (suspeita de) dengue, e tava tombadaço no começo da semana. Enfim, to de volta, e hoje to trazendo, devido à demora dos lançamentos brazucas, um trabalho do início do ano que vem sendo comentado até agora. Falo do EP Funeral do carioca Mr Break, que é nome conhecido entre os ouvintes de rap, pois suas produções pesadas já foram requisitadas por nomes como Rapadura e Cartel MCs. Bora pra review!

Começo falando da produção, ponto mais esperado do trabalho por causa do currículo do Break. Ele produz a maioria dos beats, e também rima em bases de produtores como F2L, Croup e MjNichols. Os instrumentais variam de uma vibe chill out pra outra mais agitada, mas sem perder a coesão e dando um belo equilíbrio ao EP. Pessoalmente, curti bastante os beats da “Condições”, que tem uma ideia pop mas sem ser enjoativa, e da “Livre”, que me fez viajar a pampa e pra mim é o melhor do Extended Play.

O quesito MC me deixou intrigado. Eu já tinha ouvido um verso pica do Break no Rimanessência, e fiquei num certo hype pra encontrar mais letras como aquela no trabalho. Ao ouví-lo, porém, achei a métrica bem encaixada, mas no primeiro momento não me contentei com a lírica e o flow, que me soavam bem repetitivos e pouco ousados. Nesses quesitos, a 2ª metade me agradou bem mais que a 1ª: a partir da track “Funeral”, os flows ficaram mais abusados, assim como as letras. “Uma Reza” (que tem o único e ótimo feat do EP, do Tiago Mac) e “Cartas”, as faixas seguintes, mantiveram tal qualidade e continuaram impressionando positivamente. Destaco também o refrão da “Livre”, que primeiramente traz estranheza mas surpreende com o passar do tempo, quando você pega o total sentido da track. Ta aí:

Mas só que hoje eu to livre
Livre pra voar
Você me segue e nem vive
Também não tenta atravessar
Enquanto tu for stalker
Vai me ver bem, sempre bem
Mas eu quero que se foda
E agora eu quero que você também

Sobre o conceito do trabalho, achei a duração e a temática do álbum bem legais, uma rápida reflexão que te faz relaxar. Não curti, entretanto, a abordagem meio vaga e repetitiva dos temas, que não variavam muito ao longo das tracks. É um EP bom, que traz rap de qualidade, o qual vale a pena ser ouvido, mas que não traz nada de excepcional. É por hoje é só bonde, não tirem o blog dos favoritos e se pá colem no nosso grupo do Facebook que ta o fervo. Até!

Nota3,5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s