REVIEW: “B4.DA.$$” por Joey Bada$$

b4damoneyrev

Começando o blog com a review de “B4.DA.$$”, álbum de estreia de Joey Bada$$, MC de NY, completou 20 anos no dia que o álbum dropou, 20/01/15. Começou a chamar atenção pela sua mixtape de estréia “1999” que lançou em 2012, e mesmo depois da outra mixtape “Summer Knights”, todos esperavam ESSE PROJETO, que é a estreia comercial.

Let’s get to business, o álbum começa com a faixa “Save The Childrens”, produção numa levada de Jazz, Joey rima sobre viver nos subúrbios, das dificuldades, etc. Depois do interlúdio, vem a melhor faixa do álbum “Paper Trail$”, produzida por DJ PREMIER (E que batida !), Joey manda muito nessa faixa assim como no álbum todo; Ela fala de como o dinheiro mudou a vida dele, mas ao mesmo tempo é essencial. A faixa ainda tem uma referência ao clássico “C.R.E.A.M.” da Wu Tang Clan… Simplesmente FODA !

“It’s the dollar dollar bill, y’all
It’s the dollar dollar bill, it’s the dollar bill that kills, y’all”

A faixa seguinte é “Piece of Mind” que é um trocadilho… Piece…Peace… Sacou ?! A batida fica por conta de Freddie Joachim que é o mesmo que produziu “Waves” da mixtape “1999”, puta som por sinal. A música é bem legal, numa levada calma… No segundo verso, Joey parece conversar com uma amigo preso, um espécie de carta… Assim com Nas fez na faixa “One Love” do clássico “Illmatic”. Depois vem “Big Dusty”, essa foi o primeiro single do álbum e assim que saiu, eu não curti muito até pegar a letra… QUE LETRA, wordplay, analogias, esquema de rimas silábicas… UH !

A seguir vem “Hazeus View”… O título é uma combinação de “Haze”, névoa e “Jesus”, Jesus em espanhol… Letras legais, batida também… Só não curti muito o refrão… Meio chato. Depois vem “Like Me”, com o BJ The Chicago Kid, que só participa de música FODA, “Studio” com o ScHoolboy Q, “Shame” com Freddie Gibbs (QUE FAIXA SENSACIONAL!”), “Kush & Corinthians” com o KING Kendrick no Section.80… Se não conhece nenhuma dessas… Joga no youtube agora; A faixa é foda, cada verso Joey rima sobre problemas pessoais, sociais… E gostei muito de como o refrão muda de acordo com o que ele fala no verso… E batida ?! J. DILLA E THE ROOTS, não preciso falar mais nada.

“We get high and say “fuck the police
That’s why we get high and say “fuck the police
That’s why we get high and say “fuck the police”

“Belly of the Beast”, batida excepcional… produzida pelo Hit-Boy, não esperava uma produção assim dele, mas que bom que ele fez, saiu daquele rótulo de produtor pop; Essa faixa tem feature de Chronixx, artista da Jamaica, que faz o refrão e faz bem. Então, vem “No.99″… Quando o baixo começa, aumenta o volume. A música mais “Hard Hitting” do álbum, batida do Statik Selektah… Foi o penúltimo single, rimas sobre protesto, contra a polícia, foda. Pra manter o ritmo, vem “Christ Conscious”… A melhor batida do álbum inteiro na minha opinião, e as rimas são loucas. Quando essa faixa saiu como single, escutava quase bastante e foi praticamente ela que me colocou nesse álbum.

As últimas cinco faixas, trazem um estilo mais consciente do rapper… Em “On & On”, ele falar sobre aceitar o destino… que não teme a morte, pois sua obra vive pra sempre, Freddie Joachim se encarrega da produção, e tem participação de Maverick Sabre e um verso do amigo de ProEra, Dyemond Lewis.  Na faixa “Escape 120”, é uma faixa com um ritmo mais rápido, o que é incomum pro “Badmon”, mas ele não decepciona ao mesmo tempo que reflete sobre o que a fama fez na sua vida. “Black Beetles”, a faixa mais “sombria” do álbum, Joey trata da baixa auto-estima e dos problemas que a vida de astro do rap traz, sem esquecer da BARRAS e do instrumental tão foda quanto.

Smoking herb with just Marley and me
This one is for my dogs barking up on the tree (Se não entender, clica aí e vai pro rapgenius)

“O.C.B” sigla pra “Only Child Blues”, “Blues do Filho Único”, Joey relembra a infância nessa faixa, assim como na faixa final do projeto “Curry Chicken” que começa com um pedaço de uma entrevista da mãe do MC, onde ele fala bastante da relação com ela, no passado e também agora.

Pra finalizar, puta projeto do Joey. Batidas excepcionais, assim como as rimas… Assim comodo que ele fala, REAL SHIT. Nota 4/5

Nota4

 

Anúncios

3 comentários sobre “REVIEW: “B4.DA.$$” por Joey Bada$$

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s